Mundo

Pastor brasileiro é preso acusado de terrorismo fora do país

Pastor acusado

Reprodução

Douglas Gonçalves, pastor brasileiro, foi preso em Massachusetts, nos Estados Unidos, no dia 5 de fevereiro, acusado de ameaças terroristas e fraude de identidade.

Segundo informações, o brasileiro havia sido demitido de uma empresa de serviços de entrega, que entrega compras por meio de aplicativos há cerca de uma semana antes de ser preso.

“Gonçalves atribuiu a demissão a vários funcionários de uma loja. Ele fez ameaças por e-mail de que iria atirar em neles”, afirmou o tenente da Polícia de Medford, David Bueno ao Brazilian Times.

Além das ameaças de que iria entrar em uma rede de supermercados atirando contra funcionários, Douglas foi acusado de posse de documentos fraudulentos, pois usou uma identidade falsa enquanto trabalhava.

Em audiência de custódia feita no último dia 8, o brasileiro foi detido sem direito a fiança. Douglas Gonçalves está preso em um presídio de segurança máxima.

Nesta quarta-feira (17), ele passará por nova audiência, onde a justiça americana irá analisar seu caso.

No último sábado, em transmissão ao vivo feita nas redes sociais, a esposa do acusado defendeu o pastor:

“Ele é um homem que não tem coragem de matar uma galinha, uma formiga. Ele não é essa pessoa que eles estão falando. O FBI disse que o e-mail foi enviado à internet da nossa casa. A certeza que eu tenho é que no celular dele não vai ter provas contra ele, nem no meu. Entraram na minha casa procurando tudo e não acharam nada que possa o incriminar sobre esse e-mail”, disse Daiana.

Fonte: Ùltimo Segundo

Compartilhar

Últimas Notícias