Brasil

Ciro Gomes diz à CNN que retoma candidatura: “mais fortalecido do que nunca”

Divulgação

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE) afirmou à CNN nesta quarta-feira (10) que irá retomar a candidatura à Presidência da República na eleição de 2022. Na semana passada, após seu partido apoiar PEC dos Precatórios em votação no primeiro-turno, Ciro chegou a anunciar a suspensão da pré-candidatura.

“Eu não desisti da minha pré-candidatura. Eu suspendi como ato de luta, porque não posso dar um passo forte na direção de combater o inimigo se meus companheiros não entendem a gravidade da nossa missão. Felizmente eles todos deram um generoso gesto, e eu estou mais fortalecido do que nunca”, disse.

A Câmara dos Deputados aprovou, na terça-feira (9), em segundo turno, o texto-base da PEC dos Precatórios com 323 votos a favor e 172 contra. O PDT, no entanto, orientou voto contrário à proposta neste turno — diferente da primeira votação, quando indicou aos deputados que votassem “sim” a favor da PEC.

Por este motivo, ex-ministro agradeceu a bancada do Partido Democrático Trabalhista e o presidente do partido Carlos Lupi, que já havia sinalizado à CNN que Ciro não deixaria a sigla, e que a orientação do voto dos deputados poderia mudar.

“Daqui só saio pela mão generosa do povo brasileiro”, afirmou Ciro à CNN.

Compartilhar

Últimas Notícias